buy ambien

Como precificar serviços de salão de beleza? Confira nossas 3 dicas!

Como precificar serviços de salão de beleza? Confira nossas 3 dicas!

Entenda como precificar seus serviços em salão de beleza

A precificação adequada de serviços em salão de beleza possibilita a quem empreende nessa área melhores resultados financeiros. Afinal, cobrar menos do que deveria pode significar o comprometimento de seus lucros, enquanto trabalhar com preços muito acima dos praticados no mercado pode afastar sua clientela.

Com isso, queremos dizer que existe uma média de preço ideal para cada procedimento realizado em seu salão e esse tópico merece bastante atenção, ao contrário do que algumas pessoas podem pensar. A questão, então, passa a ser: como precificar serviços em salões de beleza?

Para quem está na dúvida sobre como isso pode ser feito, preparamos este conteúdo com dicas incríveis para você aplicar em seu negócio. Confira!

1. Identifique suas despesas fixas e variáveis

Antes de estabelecer um preço para os serviços prestados em seu salão de beleza, é preciso dimensionar todas as despesas para que seu estabelecimento esteja em pleno funcionamento. Nesse caso, não importa se o seu negócio atende um número reduzido de clientes ou conta com poucos profissionais em atuação: vamos tratá-lo como uma empresa.

E o que as empresas bem geridas fazem? Identificam precisamente todas as fontes de receitas e despesas para planejar sua operação.

Vamos, então, começar pelo que chamamos de despesas fixas e variáveis.

Despesas fixas

As despesas fixas, como o próprio nome sugere, são aquelas que têm pouca ou nenhuma variação. Os impostos, por exemplo, ainda que existam eventuais correções na alíquota de algum tributo ao longo do tempo, são uma despesa fixa.

Outros exemplos de despesas fixas são:

  • aluguéis;
  • folha de pagamentos;
  • água;
  • luz;
  • telefone;
  • internet.

Identificando cada uma dessas despesas, entre outras que você também considere que não têm variação, você terá a sua despesa fixa mensal.

Despesas variáveis

A despesa variável é aquela que apresenta oscilações ao longo do tempo. Os produtos de beleza utilizados nos procedimentos em seu salão, como tinturas, shampoos, esmaltes e cremes entram nessa categoria, já que a cada mês podemos ter grande diferença na quantidade utilizada.

Outro exemplo de despesa variável é a aquisição ou manutenção de equipamentos. Nem todos os meses seu salão de beleza terá esse tipo de despesa, já que a aquisição de um lavatório de cabeleireiro ou a manutenção de um secador, por exemplo, acontecem de forma esporádica. As comissões dos profissionais de um salão também são consideradas despesas variáveis, já que variam com as vendas de cada serviço.

Por conta dessas variações, pode ser difícil chegar a uma média para suas despesas variáveis. No entanto, será preciso trabalhar com pelo menos uma estimativa para cada um dos itens que possuem despesa variável. Assim, para um mês, trimestre ou ano, você terá pelo menos um valor aproximado de quais são essas despesas.

Despesa Média

Ao somar suas despesas fixas e variáveis, você terá chegado ao que podemos chamar de despesa média, tal qual expresso na fórmula abaixo:

despesa fixa + despesa variável = despesa média

Ao conhecer esse resultado, você já terá um excelente embasamento para definir os preços dos serviços em seu salão de beleza. Mas atenção: como você verá adiante, a precificação não se resume a despesas. Continue a leitura para acompanhar outras dicas relevantes.

2. Conheça as características do seu mercado

Conheça as características do mercado de seu salão de beleza

Para chegar a uma precificação dos serviços em seu salão de beleza, é muito importante conhecer as características do mercado em que você compete. O bairro em que você atua reúne clientes com qual poder aquisitivo? Quais os tipos de procedimentos mais demandados? Qual será o seu foco de atuação?

Um salão que atenda, por exemplo, clientes das classes A e B poderá trabalhar com produtos importados, que conferem uma alta qualidade em tratamentos estéticos e procedimentos de beleza. Por outro lado, se o público tiver menor poder aquisitivo, pode ser que esse tipo de produto não seja o mais adequado. Afinal, o investimento sempre será repassado ao consumidor, impactando o preço final do serviço.

3. Agregue valor aos seus serviços

Saiba agregar valor nos serviços prestados em seu salão de beleza

Quando falamos em precificar qualquer serviço, devemos ter em mente as diferenças entre preço e valor. Muitas vezes, um mesmo procedimento tem custos diferentes em salões de beleza concorrentes em um mesmo bairro, e o cliente pode sair muito mais satisfeito ao optar por aquele em que é mais caro.

Em muitos casos, isso se deve ao valor agregado àquele serviço a partir de questões relativamente simples, como pontualidade no atendimento, cordialidade no tratamento dispensado aos clientes, disponibilização de um ambiente limpo e agradável, entre outros pontos.

Perceba que nem mesmo falamos sobre diferenças na qualidade dos procedimentos realizados, o que também é muito importante, mas, para além disso, existem outras formas de agregar valor ao serviço prestado em seu salão de beleza. Ao se atentar para essas questões, você poderá passar a cobrar mais que seus concorrentes diretos, além de atrair mais clientes.

Realizando a precificação de forma prática

Para deixar mais claro, veja um exemplo prático de precificação. Para isso, vamos tomar como parâmetro um serviço de maquiagem e identificar as despesas fixas, as despesas variáveis e sua expectativa de lucro. 

Nesse sentido, é importante compreender que o preço é formado por: despesas + lucro. 

Para exemplificar, vamos utilizar o conceito de Markup. Confira a aplicação da fórmula:

  • custo do produto: R$ 45,00
  • despesas fixas: 10%
  • despesas variáveis: 15%
  • lucro presumido: 40%

MARKUP = 100 / [100 – (despesas fixas + despesas variáveis + lucro presumido)]

MARKUP = 100 / [100 – (10 + 15 + 40)]

MARKUP = 100 / [100 – 65]

MARKUP = 100 / [35]

MARKUP = 2,86

Para chegarmos ao valor final da precificação, precisamos multiplicar o índice de MARKUP (2,86) pelo custo do produto (R$ 45,00): 

preço final = 2,86 x custo do produto

preço final = 2,86 x 45

preço final = R$ 128,70

Ou seja: para que o serviço de maquiagem, neste exemplo, consiga cobrir as despesas e gerar a margem de lucro esperada (40%), ele deverá ser vendido a R$ 128,70.

Com o artigo de hoje, esperamos ter demonstrado como precificar os serviços prestados em salão de beleza. Quanto a isso, é preciso ficar atento especialmente ao dimensionamento das despesas para nunca cobrar menos do que deveria pelos procedimentos realizados pelos profissionais.

Além disso, é válido sempre trabalhar para assimilar as melhores práticas em seu segmento de atuação, o que permite melhorar continuamente a qualidade dos serviços e, assim, chegar a uma precificação mais lucrativa para seu negócio.

Para conferir mais dicas relacionadas à administração de salões beleza, sugerimos a leitura deste artigo: “7 Dicas essenciais de finanças para Salão de Beleza”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *







Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.