Confira oportunidades promissoras para lucrar neste Natal

Imagem: Freepik

Datas comemorativas são sempre boas oportunidades para quem deseja melhorar o orçamento. O Natal está quase chegando e, com ele, a chance de garantir uma renda extra ou aumentar o seu fluxo de caixa neste fim de ano.

Por isso, preparamos uma lista com setores promissores para o período e dicas para incrementar os serviços e driblar a concorrência.

Vale lembrar que criatividade, planejamento e organização são fundamentais para o sucesso. É muito importante estar atento aos custos, se preparando para atender ao público, garantir o estoque, gerir o investimento, pensar na margem de lucro e capacitar os funcionários. É preciso planejamento para que os resultados sejam positivos.

Outro detalhe importante é realizar a divulgação do trabalho com alguma antecedência. Isso pode ser feito de maneira dinâmica e econômica por meio das mídias sociais.

Confira nossa lista:

– Alimentação: Se você tem talento ou trabalha nesse setor, que tal oferecer alimentos prontos para a ceia de Natal? Muitas famílias querem celebrar com todos reunidos em torno da mesa, mas falta tempo para preparar refeições mais elaboradas. Padarias também podem ofertar produtos diferenciados, inovando nos recheios dos famosos panetones (que podem, por exemplo, ser salgados) e chocotones (trufados). E dá para ir muito além, vendendo rabanadas e biscoitos decorados com motivos natalinos. Esses últimos são muito tradicionais em alguns países, mas ainda há espaço para explorá-los por aqui. Quem não tem condições de produzir algo muito elaborado, pode investir nas cestas de café da manhã, recheadas de produtos já prontos, e usar a criatividade para deixar tudo bonito e atrativo.

– Decoração: Se você tem o dom do artesanato, que tal investir em ornamentos típicos para adornar árvores e ambientes de modo geral? E dá para ir além do básico, fazendo porta-copos, sousplat, porta-guardanapos, jogos americanos, velas aromáticas e outros itens personalizados para deixar a mesa da ceia linda!

– Comércio: todos os tipos de produtos são demandados nesse período, para presente, deixando o comércio mais aquecido. Mas com criatividade, dá para ir além do óbvio, deixando o estoque bem variado, ou investindo em segmentação para atender a um público mais específico, que não encontra o presente que deseja em qualquer lugar. Não se esqueça de usar a criatividade para decorar sua vitrine e sua loja para atrair o cliente!

– Turismo: Nessa época do ano, muitas pessoas viajam para passar o período com a família em outra cidade e há os que optam por fazer turismo e emendar com o início do ano seguinte. Planeje-se para ter uma equipe à disposição nessas datas e muito bem treinada para atender às demandas com muita simpatia. Uma dica para atrair os clientes é disponibilizar as tradicionais ceias e cafés da manhã que remetam à data. Agregue valor com pequenas atitudes, como um quarto bem arrumado com um bilhete personalizado para a data, um lanchinho que remeta ao período, de cortesia, uma foto da família como brinde, um atendimento cortês e um agradecimento após a estadia.

Planeje-se para aumentar suas vendas no Natal

Freepik

Mais uma data comemorativa se aproxima e, com ela, novas chances para aquecer as vendas e a economia.

O Natal – período do ano mais aguardado pelo comércio – é comemorado no dia 25 de dezembro, mas as demandas já se intensificam no início do mês.

Se você, como todo mundo que trabalha com vendas, quer melhorar sua arrecadação neste Natal, saiba que não basta abrir as portas do estabelecimento. Para lucrar mais, é preciso usar a criatividade para driblar a concorrência e atrair mais clientes para o seu negócio.

E a hora é agora! Os especialistas garantem: períodos sazonais são melhor aproveitados se houver planejamento. Então, que tal conferir nossas dicas para se planejar e vender mais neste Natal?

1)    Estoque planejado: Quando um cliente procura por um produto e descobre que está em falta, a sensação é negativa, podendo ocasionar frustração e um não retorno em outras ocasiões. Pesquise os itens mais requisitados do momento na sua área de atuação e planeje seu estoque.

2)      Atendimento rápido e eficiente: Em períodos em que os estabelecimentos costumam estar mais cheios, redobre a atenção para não deixar os clientes esperando demais. A demora pode fazer com que eles desistam do produto ou serviço e procurem pelo concorrente. Planeje-se quanto à necessidade de pessoal para atender às demandas intensificadas do período. A contratação de mão de obra temporária pode ser uma opção.

3)      Boas condições de pagamento: A facilidade de pagamento é um incentivo à venda do produto. Qualquer empecilho pode se tornar motivo de desistência durante a compra do produto ou contratação do serviço. É importante aceitar diferentes bandeiras de cartões e estudar formas de possibilitar parcelamentos e descontos à vista, por exemplo.

4)      Layout interno propício: É ideal que os produtos estejam expostos de maneira que facilite a visualização para o cliente. Desta forma, ele poderá avaliar melhor a utilidade da mercadoria e se interessar por mais de um item. Além disso, é fundamental haver espaço para que ele circule livremente na loja – espaços muito apertados tendem a afastar as pessoas. Arrume seu ambiente, enfeite e decore para a ocasião! Coloque nos espaços mais visíveis aquilo que você mais deseja vender e retire caixas, pilhas de mercadorias ou qualquer outra coisa que esteja atrapalhando a circulação.

5)      Qualidade: Não se esqueça, coloque a boa qualidade em tudo o que vende ou faz. Essa postura é fundamental para a fidelização do seu cliente e para a boa e indispensável propaganda boca a boca.

Se você precisa se aprofundar mais nesta temática de vendas, saiba que o Sebrae ES tem uma programação repleta de cursos, palestras e oficinas sobre isso.

Algumas opções são gratuitas e outras com valores subsidiados. Confira algumas delas: Estratégias para ampliar minhas Vendas, Gestão Estratégica de Vendas Na Medida e Como Elaborar um Plano de Vendas.

Já leu nosso último post “5 dicas para atrair e fidelizar clientes na gastronomia”? Confira aqui

Mexa-se e aumente suas vendas

PIxabay.com.br

Evolução tecnológica, acesso à internet, crise econômica. Vários fatores foram responsáveis pela mudança de hábito dos consumidores brasileiros. Muitos passaram a economizar, deixando gastos supérfluos de lado, e outros passaram a gastar de forma diferente.

Segundo a pesquisa Total Retail 2017, da PricewaterhouseCoopers (PwC), 63% dos entrevistados disseram ter realizado mais pesquisas de preço em diferentes lojas varejistas para encontrar o menor preço e, dessa forma, economizar. Outras medidas adotadas pelos brasileiros foram: redução de frequência de entretenimento (restaurante, bares, entre outros) adotada por 49% dos entrevistados; visitas mais frequentes a lojas em busca de ofertas (46%); e restrição de compras a artigos de primeira necessidade (43%).

De acordo com a pesquisa, num cenário de melhora na economia, 41% dos brasileiros pretendem preservar os hábitos de consumo e poupar dinheiro. E outros 38% farão mais pagamentos à vista.

As compras online estão ganhando relevância no Brasil nos últimos anos. Em 2012, 70% das pessoas afirmavam realizar compras em lojas físicas pelo menos uma vez por mês. Hoje, são 55%, a mesma porcentagem que afirma utilizar o computador mensalmente para fazer aquisições. O canal que apresentou maior crescimento foi o smartphone, que era usado por 15% das pessoas e, agora, por 31%.

Essas mudanças de comportamento dos consumidores brasileiros têm sido sentidas por muitos empresários que viram suas vendas caírem ou mudarem com o passar do tempo. Dessa forma é fundamental que você, empreendedor, fique atento a alguns pontos importantes para manter e até mesmo aumentar suas vendas.

Busque a inovação

Quando falamos de inovação, pensamos logo em tecnologia, mas a inovação pode ser inserida em diversas áreas da sua empresa. Pode ser algo inovador no atendimento, na gestão da empresa, processos internos… Com o mercado cada vez mais competitivo, com a internet cada vez mais acessível, seu concorrente deixar de ser apenas aquele próximo de você e passa a ser incontável.

Apesar da crise econômica e mudança nos hábitos na hora da compra, muitos consumidores ainda continuam gastando quando se interessam por algo. As pessoas querem mais que apenas o produto ou serviço, elas buscam vivenciar experiências e poder compartilhar isso com amigos, principalmente pelas redes sociais.

Ao mesmo tempo que as pessoas buscam por novidades e tecnologia, elas também estão atentas aos itens com “pegada retrô”. Muitos produtos que fizeram sucesso há anos estão voltando e fazendo a felicidade do público. Veja se algo parecido é possível fazer no seu estabelecimento e se agradaria o seu público.

Ofereça atendimento individualizado

Os clientes não são iguais. Cada um sente-se melhor com um tipo de atendimento. Alguns gostam de atenção, querem um vendedor ao lado, dando dicas, orientações, falando sobre os produtos. Já outros preferem terem seu espaço, olhar, provar, sem ninguém ao lado falando o tempo todo, apenas por perto para quando for chamado. O vendedor precisa estar atento a isso, perceber o tipo de cliente e oferecer o melhor atendimento.

Motive sua equipe

Sua equipe precisa caminhar junto com você. Ela precisa estar motivada para trabalhar com vontade e buscar resultados positivos para a empresa. Para isso faça com que seus funcionários se sintam como parte da empresa. Eles precisam perceber que, quando a empresa estiver bem, dando lucros, tendo clientes, eles também vão ser beneficiados com isso.

Recompense seus colaboradores com planos de carreira, prêmios, brindes, comissão, folgas, aumento, o que for possível com um planejamento para não ter problemas futuros. Mesmo que as recompensas sejam pequenas, eles precisam perceber que o esforço deles vale a pena. Caso contrário podem acabar trabalhando “de qualquer jeito” apenas para receber o salário do mês.

Se possível, faça com que eles participem também de processos decisórios na empresa, mostre que a opinião deles é importante, afinal, são as pessoas que trabalham na linha de frente do seu negócio e conhecem as dificuldades do dia a dia. Crie um relacionamento bom com seus funcionários, procure deixar sua equipe por dentro de tudo o que está acontecendo e sobre seus próximos objetivos.

Mantenha sua equipe capacitada

Atender bem é um grande desafio e um bom atendimento pode ser o diferencial tão perseguido pela sua empresa, como forma de fidelizar sua clientela. O bom atendimento de uma equipe de vendas baseia-se na premissa de que o vendedor é o elo entre a demanda do cliente e a proposta da empresa.

Para atingir esse bom atendimento é necessário que sua equipe desenvolva habilidades e aplique conhecimentos específicos para essa tarefa. Capacitar seus funcionários constantemente é primordial para bons resultados.

Existem algumas instituições de apoio às empresas que oferecem capacitações gratuitas, muitas delas à distância, além de eventos e palestras, que são ótimas oportunidades para se manter atualizado sobre as tendências e novidades do mercado.

Um exemplo é o Seminário Desafios do Crescimento, que será oferecido gratuitamente, no dia 4 de outubro, com os palestrantes Ricardo Lemos e Renato Meirelles. O evento vai abordar estratégias de inovação, decisão e ação para pequenos negócios capixabas.


Já leu nosso último post “Venda mais com técnicas do visual merchandising”? Confira aqui.

Venda mais com técnicas do visual merchandising

pixabay

Muita gente já ouviu falar em técnicas do visual merchandising. Mas, na prática, você sabe como elas podem te ajudar?

Para começar, vale esclarecer o significado desse conceito, que nada mais é que um conjunto de técnicas utilizadas em pontos de venda. O objetivo é melhorar a comunicação do ambiente com o cliente, aumentando a rentabilidade por meio de ações que estimulam a compra.

Assim, as técnicas do visual merchandising melhoram a apresentação dos produtos e motivam as decisões de compra, contribuindo para o aumento no número de vendas. Ou seja, os produtos estão dispostos de forma ativa, para “se venderem” por si só.

Você também pode estruturar toda a experiência do seu cliente no ponto de venda de acordo com essas técnicas e, assim, melhorar os resultados de vendas. Quer aprender? Confira aqui:

Vitrine: “A primeira impressão é a que fica”, já diz o ditado, e a vitrine é o primeiro contato da loja com o cliente, promovendo compras por impulso. Chame a atenção, motivando as pessoas a entrarem, por meio de uma boa vitrine. Procure utilizar manequins mais humanizados, com posições menos rígidas. Outro ponto importante é a atualização. Observe, por exemplo, o clima. Se naquela semana a temperatura caiu ou subiu demais, porque não mudar a vitrine antes do tempo previsto em seu planejamento?

Preços: As peças expostas na vitrine têm que estar adequadas ao perfil de compra do seu cliente.

Ambiente: Transforme sua loja em um espaço acolhedor. Poltronas e um cafezinho fazem diferença para quem compra e para quem está acompanhando o cliente.

Organização: Organização e limpeza são fundamentais. Portanto, nada de deixar todos os produtos à mostra, muito menos pilhas de caixas. Dê destaque aos mais importantes no momento.

Localização: Os locais mais vistos pelo cliente são os de maior circulação de pessoas. Nesses locais, os produtos têm naturalmente mais destaque, então chame a atenção para os locais mais escondidos, com decoração específica ou pontos de luz, por exemplo.

Calendário: Mude o visual da loja de acordo com as datas comemorativas — e você não precisa se limitar às mais utilizadas pelo comércio. Dia das mães é sempre muito lembrado, mas e quanto ao dia dos avós? Seja criativo para planejar as datas, criar promoções e ambientar seu ponto de venda.

Sentidos: Você não precisa se limitar ao visual, que é o mais óbvio. Explore outros sentidos de seu cliente, como olfato, perfumando suavemente a sua loja, e audição, colocando som ambiente agradável. Só tome cuidado com exageros na intensidade da fragrância ou no volume da música.

Embalagens: Elas carregam sua marca para dentro da casa do cliente, então invista em embalagens criativas, que façam a sua marca ser lembrada.

Capacitação: Conhecimento é fundamental, e você pode aprofundar o seu nesse assunto por meio de cursos, leituras e eventos dentro da temática, como no Desafios do Crescimento, que o Sebrae realizará em outubro.


Já leu nosso último post “Tenha reuniões mais rápidas e eficazes”? Confira aqui.

Soluções on-line e gratuitas que ajudam a vender mais

http://br.freepik.com

Todo empresário do setor varejista tem sempre as mesmas questões em mente: como vender mais? Como conquistar novos consumidores? Como reter clientes?

Se você também se faz frequentemente essas perguntas, mas está sem tempo ou recursos para se capacitar, a boa notícia é que existem soluções gratuitas, disponíveis na internet, que te ensinam a conquistar todas essas coisas.

Você poderá acessar onde e quando quiser, sem gastar recursos financeiros para isso. Então não perca tempo e confira as soluções gratuitas e on-line que separamos para você:

Como vender mais e melhor: Neste curso, você se aprofundará em estratégicas que ajudarão a definir o foco do negócio, fortalecer seu posicionamento no mercado, estipular metas, estruturar uma equipe e definir estratégias.

Com tópicos atuais e aplicáveis no cotidiano das empresas, a capacitação ensina como colocar em prática o planejamento de um modelo de gestão comercial que proporcione aumento tanto na quantidade quanto na qualidade das vendas.

E-book Máquina de Vendas: Outro produto que pode servir de apoio é o e-book Máquina de Vendas — Crie um Processo Previsível e Escalável para Crescer. A publicação, gratuita, orienta o empreendedor a posicionar melhor seu produto ou serviço para atingir o cliente certo e estruturar o processo de vendas, do primeiro contato ao pós-venda.

O conteúdo foi produzido a partir da experiência de grandes líderes de marketing e vendas e da experiência prática de empreendedores.

Curso EaD Customer Success para Empreendedores: Por meio desta capacitação a distância, você aprende métodos para aumentar a satisfação dos seus clientes, como vender mais para a mesma base de consumidores.

Especialistas no modelo customer success mostram quais as habilidades necessárias para os profissionais da área, quais são as métricas e indicadores de satisfação e, por fim, como calcular o retorno sobre esse investimento.

Quem ministra o curso EaD é Daniel Hoe, diretor de Marketing para América Latina da Salesforce, maior empresa de CRM do mundo. Apaixonado por vendas e marketing e com mais de 15 anos de experiência em tecnologia, Daniel lidera as estratégias de geração de demanda, eventos, digital e comunicações da Salesforce.

E-book Marketing Digital — Esta é uma série de 8 E-books gratuitos sobre marketing digital. São materiais didáticos e práticos para ajudar sua empresa a conquistar clientes por meio das mídias digitais, além de posicionar-se corretamente em mídias sociais.

São diversos temas para você ler e aplicar imediatamente no seu negócio: E-mail Marketing; Mídias Sociais; Como criar uma página no Facebook; Marketing no Facebook; Facebook Ads; Loja Virtual para Pequenas Empresas; Introdução ao Google Adwords; Introdução ao SEO.

Programa varejo fácil — técnicas de vendas: A capacidade de saber vender e a de conquistar clientes são atitudes diferenciais no comércio varejista. Diante disso, este curso te ajudará a atualizar suas práticas de vendas e conhecer técnicas e estratégias que te auxiliarão a otimizar os resultados.

Entenda, também, como as ações desenvolvidas pela empresa na preparação do ambiente contribuem para atrair e manter o cliente na loja e provocar impactos significativos em suas vendas.

Marketing digital para o empreendedor: Neste curso, você vai entender quais são os diferenciais do Marketing Digital, aprender sobre as métricas que precisam ser monitoradas, como melhorar a gestão e integração dos times de marketing e vendas e como dar o próximo passo, elaborando um departamento de marketing digital.

Para aprender sobre o tema, contará com o apoio e a orientação do co-fundador da Rock Content, maior empresa de marketing de conteúdo do país, Vitor Peçanha.


Já leu nosso último post “Coloque as finanças da sua empresa em ordem”? Confira aqui

Foque no seu cliente e melhore suas vendas

www.pixabay.com.br

Se você tem uma empresa, sabe que o seu cliente é a peça-chave para o sucesso do seu negócio. Afinal, ele é o responsável por consumir seus produtos ou serviços, além de divulgar de forma positiva ou negativa suas experiências.

O comportamento do consumidor tem mudado com o tempo fazendo com que essas vendas se tornem um pouco mais difíceis. Há uns anos, as pessoas consumiam de lugares próximos a ela e recebiam informações sobre determinados estabelecimentos por meio de pessoas conhecidas ou propagandas de mídias tradicionais como televisão, jornal e rádio.

Hoje isso tudo mudou. O cliente pode comprar um produto de outro estado e até mesmo de outro país, pela internet. Ou seja, o número de concorrentes que você possui agora é infinitamente maior. Além disso, os consumidores têm buscado cada vez mais informações sobre uma empresa antes de adquirir qualquer produto ou serviço. Outra mudança importante é que essas informações são buscadas, na maioria das vezes, em sites e redes sociais, onde as experiências são compartilhadas por qualquer um e você, como empresário, não consegue ter controle.

Por tudo isso é fundamental que você coloque seu cliente como o foco principal do seu negócio. Muitos empreendedores erram ao visar o lucro imediato, ao se preocupar e ensinar seus funcionários a se preocuparem com as vendas em si. E isso é um erro terrível.

Os clientes percebem quando o atendimento está sendo realizado com foco no dinheiro, quando a empresa pensa apenas em realizar a venda. E isso pode até levar à venda em si, naquele momento, caso esteja precisando do produto e veja vantagem, mas sua empresa pode ter perdido a oportunidade de cativar um cliente.

Para essa fidelização é necessário mostrar ao cliente que seus interesses são mais importantes que a venda em si. Busque conhecer seu público-alvo, saber seus interesses, as necessidades que eles têm, e entregue a eles o que procuram: segurança. Isso acontece, por exemplo, quando um cliente recebe uma indicação de que na loja concorrente terá o produto que ele procura. Isso mostra que a loja não está preocupada em perder a venda, mas em agradar.

Mostre aos seus clientes os benefícios daquilo que você está oferecendo, mas de forma sincera e não pensando apenas em realizar mais uma venda. Tenha um bom relacionamento com eles. Mais que falar, escute. É importante saber o quê eles precisam para que possa encontrar a solução que ele precisa.

Para que você consiga conquistar o seu cliente é preciso que você saiba exatamente quem é o seu público-alvo. Você não atingirá bons resultados se atirar para todos os lados. É preciso ter foco! Conheça claramente seu alvo para então pensar em como atingir este alvo.

Lembre-se de que a venda deve ser uma consequência de um bom atendimento. Preocupe-se em primeiro lugar com seu cliente e veja que os resultados serão diferentes.

Foque no seu cliente e melhore suas vendas:

Defina seu público-alvo

Defina como atingir seu público-alvo

Conheça seus clientes

Escute seus clientes

Seja sincero com eles


Já leu nosso último post “7 dicas para ter mais sucesso em 2017”? Confira aqui.

6 dicas para vender mais em tempos de crise

www.pexels.com

Basta passar pelos centros da cidade e até mesmo shoppings para perceber que o movimento dentro das lojas caiu. Neste tempo de recessão econômica, as vendas no comércio têm diminuído.

Segundo dados divulgados no início do mês pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as vendas do comércio varejista do país fecharam o mês de maio com queda de 1% na comparação com abril, na série ajustada sazonalmente. O volume de vendas acumula, nas series sem ajustes sazonais, retração de 7,3% nos cinco primeiros meses de 2016.

As pessoas não têm mais comprado como faziam antes. As compras têm sido cada vez mais seletivas, de acordo com as necessidades ou oportunidades. Itens supérfluos, que envolvam lazer, por exemplo, e até mesmo alimentação sofreram alguns cortes, sendo consumidos com mais racionalidade.

O consumidor compra quando há necessidade e mesmo assim, tem pesquisado bastante antes de efetuar a compra. A combinação do aumento dos preços, alta de juros e a percepção de que os salários não acompanham a inflação reduziu a intenção das famílias em contrair novas dívidas, o que afeta diretamente o poder de compra.

Sendo assim, é fundamental que você se planeje para colher bons resultados na sua empresa. Lembre-se que cada cliente é único e o atendimento deve ser personalizado.

Para ajudar a aumentar as vendas, preparamos algumas dicas que podem ajudar neste momento:

1. Ofereça promoções

Palavra mágica que atrai os consumidores. Pode ser um frete mais barato ou desconto em produtos ou serviços específicos. O importante é mostrar ao cliente que ele está sendo beneficiado;

2. Escute seu cliente

Procure abrir cada vez mais o canal de comunicação entre sua empresa e o cliente. Escute o que ele deseja, suas reclamações, sugestões e elogios. E após, trace um plano de ação para pôr em prática as melhorias sugeridas;

3. Treinamento de equipe

Se você tem um pequeno negócio, não será tão difícil deixar sua equipe bem preparada para atender. Conhecer o produto ou serviço oferecido e saber lidar com clientes são atitudes fundamentais. Lembre-se que, mesmo quando um cliente vai até seu estabelecimento somente para olhar alguma promoção, o bom atendimento pode fazer a diferença para uma compra efetiva acontecer no momento ou futuramente e ainda indicar a empresa para outros clientes;

4. Fique de olho na concorrência

Seja no concorrente similar ou maior que você, que fornece um serviço ou produto igual ou semelhante ao da sua empresa, fique atento para saber como está o mercado e quais as necessidades e desejos do cliente você tem mais chances de atender. Mas lembre-se sempre de ser fiel aos seus valores e aos do seu negócio;

5. Faça propagandas na internet

Promova postagens na página ou perfil da empresa nas redes sociais e, se possível, realize pequenos investimentos, como anúncios pagos. As redes sociais têm sido importantes aliadas na divulgação de produtos e serviços, com grandes alcances a preços baixos;

6. Não tenha medo de inovar sempre que possível

Mesmo que sua empresa trabalhe com um produto ou serviço de sucesso, sempre existe a possibilidade de inovar e atender outras expectativas, desejos e números. E quando se trata de datas comemorativas, inovar pode ser um diferencial para se destacar.

E se você deseja aumentar as vendas e quer receber mais dicas para isso, os cursos e eBooks do Sebrae ES são algumas das ferramentas que podem te auxiliar nessa empreitada. Além de gratuitos e diversificados, estão disponíveis na internet como: “Vendas Externas: Planejamento e Vendas”, “Como Vender Mais e Melhor”, “Vendas Internas: é no Balcão que se Vendeentre outros.

Busque, pesquise e aplique as técnicas de vendas e relacionamento com o cliente. Com dedicação, persistência e atitude, o sucesso de sua empresa deixará de ser um sonho e se tornará real. Bom trabalho!


Já leu nosso último post “Startups: boas opções em tempos de crise?”? 
Confira aqui.