8 passos para elaborar um planejamento de metas para o seu negócio

8 passos para elaborar um planejamento de metas para o seu negócio

Colo elaborar um planejamento de metas para o seu negócio?

Para se manter estruturada em um mercado competitivo e em constante transformação, as organizações devem ter em suas metas um norte fundamental, o planejamento de metas. 

O planejamento de metas é um documento que ajuda a guiar o negócio para ele sair do ponto A até o B, isso é, de um resultado atual para aquele esperado em determinado período. Com isso, essa é uma ferramenta indispensável para dar forma às estratégias da empresa, ajudando a tangibilizar desejos em metas acionáveis, viáveis e realistas para orientar o desenvolvimento do negócio.  

Continue a leitura! A seguir, iremos mostrar quais são os passos a serem priorizados para organizar o crescimento de seu negócio e alavancar os seus resultados a partir da definição e estruturação de metas. 

Como fazer um planejamento de metas para estruturar o crescimento de seu negócio? 

Elaborar um planejamento de metas não é algo que precise ser custoso, embora as suas práticas exijam um esforço operacional e disciplina em sua organização. 

Dependendo da complexidade de seu negócio, investir em sistemas de ERP (Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos do Empreendimento) pode auxiliar nesse caminho. 

A seguir, conheça algumas das principais etapas para estruturar o seu planejamento. 

1 – Defina os objetivos e as suas metas 

Defina os objetivos e as suas metas de seu planejamento estratégico

O primeiro passo para o planejamento de metas está em traçar os objetivos para definir as melhores formas de alcançá-los em suas metas. 

Eles deverão ser alcançáveis, críveis e alinhados com a realidade do seu negócio. Uma das metodologias que podem auxiliar nessa fase de definição é a matriz SMART, cuja sigla determina as características básicas que as suas metas devem buscar ser, sendo essas:  

  • Specific (Específica) – uma meta poderosa para o crescimento de seu negócio deve partir de objetivos claros. O que você pretende alcançar com as metas? Por que é importante? Quais e como serão as ações para executá-las? Pense de forma menos geral (como “lucrar mais”) e mais específicas (“aumentar a margem de lucro em x% até o próximo trimestre”); 
  • Mensurable (Mensurável) – aquilo que não é medido não pode ser considerado ao planejar as suas metas. Saber o resultado esperado e o tempo em que a meta será avaliada é essencial; 
  • Attainable (Atingível) – embora precise ser desafiadora, a meta também deve ser possível de ser alcançada. Por isso, é importante haver uma comunicação transparente e clara com a sua equipe e pesquisar o histórico e finanças do negócio antes de definir as suas metas; 
  • Relevant (Relevante) – a meta faz sentido? Ela se integra à realidade da sua empresa? Ela terá um impacto significativo para o cumprimento de sua visão organizacional? Está alinhada à cultura do seu negócio? Pensar nessas questões é importante para que seu negócio possa sentir um resultado positivo e relevante no progresso de seu planejamento; 
  • Time-Based (Temporal) – prazos são importantes para garantir o cumprimento de seu planejamento de metas. Além disso, o período estipulado será primordial para definir o resultado e mensurá-lo adequadamente. 

Partir de objetivos mais macro (generalistas) para definir metas específicas e menores também é um bom caminho. Dessa forma, você não torna a estruturação do processo de crescimento de seu negócio desgastante. Pequenas metas também são mais fáceis de serem acompanhadas, reajustadas ou revistas, caso o caminho se afaste muito das concepções iniciais de seu planejamento de metas. 

2 – Saiba o que será preciso priorizar 

Com as metas definidas, é preciso que se desenhe um caminho lógico e a priorização de pontos mais relevantes. É o momento de avaliar cada um dos objetivos e metas levantados em seu planejamento e classificá-los de acordo com o momento de seu negócio. 

Uma pequena empresa recém-criada, por exemplo, necessita formar uma base sólida de clientes. Já um empreendimento estabelecido há anos poderia priorizar metas de desenvolvimento de marca ou expansão. 

Com isso, analise as metas e alinhe o prazo de cumprimento de cada uma, de curto a longo prazo. Isso auxiliará as estratégias e tomadas de decisão seguintes. 

3 – Crie um plano estratégico e pesquise o mercado 

Crie um plano estratégico e pesquise o mercado

O público é crucial para o sucesso ou o fracasso de qualquer empresa. Por isso, o planejamento de metas focado no crescimento de seu negócio deve buscar informações detalhadas sobre quem será necessário atingir e como fazer essa aproximação, prospecção e relacionamento. Assim, é importante buscar dados mais aprofundados e específicos. 

Neste momento, se você ainda não tem claro qual é a persona do seu negócio – perfil do seu cliente ideal –, essa é a oportunidade de elaborar esse perfil semificcional, que será muito útil para orientar suas decisões de negócio e estratégias comerciais e de marketing

Além disso, o plano estratégico – isto é, as ações de seu planejamento de metas – deverá estar alinhado com a realidade do mercado. Por isso, pesquise a fundo o cenário em que seu empreendimento está inserido. 

Quem são os seus concorrentes? Quais os fornecedores vitais para o sucesso de seu negócio e de seu plano de crescimento? O que seus concorrentes não oferecem e a sua empresa pode oferecer para embasar o seu progresso no mercado? 

4 – Saiba qual é o modelo ideal do crescimento de seu negócio 

A forma como o seu negócio evolui influencia o seu planejamento de metas. A sua empresa pretende crescer organicamente? Ou existem planos de aquisição e fusão de outras marcas em vista? 

Essas definições irão impactar no trabalho de expansão empresarial e nas ações que contribuirão para o crescimento de seu negócio e o atingimento de suas metas. 

5 – Alinhe os seus processos internos 

A rotina de seu negócio precisa ser produtiva para estar alinhada com o seu planejamento de metas. Por isso, é importante identificar quais aspectos estão limitando o potencial de crescimento do seu empreendimento e buscar maneiras de minimizá-los. Isso ajudará, ainda, a evitar desperdícios – de tempo e de recursos – e redundâncias. 

Outro aspecto importante relacionado aos processos internos está no planejamento de ações. A partir do planejamento de metas, você terá insights de possíveis ações a serem executadas. 

Com isso, após elencar as ações prioritárias, é chegado o momento de delegar as tarefas e montar um cronograma interno. Desmembre cada uma das ações em tarefas com datas de início e prazo final. 

6 – Conecte o trabalho da equipe às metas 

Conecte o trabalho da equipe às metas

Quando você conecta o trabalho diário às metas de curto e longo prazo, os membros da equipe têm uma noção clara do que precisam fazer, quando precisam concluí-lo e das estratégias que estão executando para atingir essas metas. Ainda, isso ajudará a tornar a avaliação de desempenho mais transparente, o que é benéfico para todos. 

Dessa forma, os profissionais da equipe deverão ficar mais confiantes no que precisam fazer e isso poderá impactar positivamente em sua performance e contribuição para o atingimento das metas de crescimento do seu negócio

7 – Defina e analise indicadores-chave de desempenho (KPIs) 

Este passo é vital para que o seu planejamento de metas possa ser devidamente analisado e seu sucesso monitorado e mensurado.  

Para isso, além de acompanhar a saúde de seu fluxo de caixa, analisar os indicadores financeiros e os indicadores-chave de desempenho (KPIs) serão úteis para definir estratégias futuras. Esses podem incluir, por exemplo:   

  • ROI (Retorno Sobre o Investimento); 
  • TIR (Taxa Interna de Retorno); 
  • Taxa de Churn (evasão de clientes); 
  • Margem líquida e bruta de lucro; 
  • E outros relevantes para a realidade da sua empresa. 

8 – Coloque o planejamento em prática e reavalie constantemente seu progresso 

Agora que você planejou tudo isso, é hora de agir. 

Lembre-se de que qualquer planejamento só irá gerar valor se for colocado em prática. Ainda, esse documento não pode ser algo estático, pois ele deve ser atualizado e revisto sempre que necessário, sobretudo diante de mudanças importantes em sua operação ou no mercado.  

O planejamento de metas, se bem estruturado, é um dos principais ingredientes para a escalabilidade de qualquer empresa. A partir de sua criação, baseada em dados e feita a partir da contribuição de outros líderes e da equipe, ficará mais fácil e assertivo buscar um crescimento seguro, que garanta maior competitividade, a satisfação do cliente e a lucratividade de seu negócio. 

Assim, no planejamento de metas de muitos empreendedores consta elementos associados à inovação do negócio. Será que essa deveria ser uma de suas metas? Conheça 3 sinais de que a sua empresa precisa inovar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *







Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.